Teleféricos na Ilha da Madeira

Há algum tempo atrás, precisamente no início do século XX, havia um trem/comboio que levava pessoas para a parte mais alta do Funchal, num bairro conhecido com Monte. Devido a geografia da Ilha e seus caminhos vertiginosos, os madeirenses sempre buscaram ferramentas para facilitar o deslocamento urbano, assim como o transporte de mercadorias.

Passado algum tempo a forma de se locomover mudou e num processo bastante pioneiro a Ilha da Madeira construiu um teleférico que virou atração, pois fora implantado dentro da cidade e em terreno parcialmente urbano. A dinâmica de construção foi executada com ambiciosos desafios de engenharia, nas fundações e montagem das torres, que implicaram a movimentação de enormes estruturas de metal para locais de difícil acesso, até à colocação do cabo de aço ao longo de uma distância de 3200m. Sem dúvida um audacioso projeto que hoje enche os madeirenses de orgulho e admiração.

Hoje vou falar sobre os mais belos cenários sentados nessas cabines que nos mostram lindas vistas, além de nos fazer pensar na coragem e ousadia desse lindo povo que mora aqui no arquipélago.

Os teleféricos da Madeira são:

Fajã dos Padre

Fonte: www.visitmadeira.pt

Achadas da Cruz

Fonte: www.visitmadeira.pt

Rocha do Navio

Fonte: www.panoramio.com

Fajã do Cabo Girão

Fonte: www.visitmadeira.pt

Garajau

Fonte: www.visitmadeira.com

Monte

\

Fonte: www.madeiracablecar.com

E Jardim Botânico

Fonte: www.visitmadeira.com

Diferentes estruturas , diferentes usos, mas cada um inserido em lugares de extrema beleza, sendo o maior deles o do Monte que fica localizado na Zona Velha e pode transportar 800 pessoas por hora, num total de 39 cabines de oito lugares. O passeio por este teleférico que nos leva até o Monte, onde podemos aproveitar e fazer a descida do carro de cesto (http://guiailhadamadeira.com/carros-de-cesto-do-monte/) e visitar o Jardim Botânico, dura em média 15 minutos e tem desnível de 560 metros. Nesse passeio pode se observar a cidade de uma perspetiva única, iniciando-se a viagem com a paisagem da malha urbana, sendo substituída aos poucos pela parte natural. Este teleférico atende pessoas com mobilidade reduzida, uma vez que ambas as estações (de chegada e partida) estão preparadas para receber este tipo de passageiro.

Há mais opções que nada ficam para trás, como o caso do da Fajã dos Padres onde sentados observamos inúmeras plantações de uva, assim como no vertiginoso Teleférico das Achadas da Cruz no lado oeste da Ilha.

Temos também o teleférico do Garajau, que fora inaugurado em 2007 e que leva a uma praia maravilhosa e a Reserva Natural do Garajau (http://guiailhadamadeira.com/miradouro-do-cristo-rei/).

Esses desafios da engenharia estão espalhados pelos quatro cantos da Ilha e seus preços variam entre 1 euro (crianças no teleférico da Rocha do Navio) até 15 euros (adultos no Teleférico do Monte).

Para mim um passeio que tem um moderado custo versus a sensação de emoção que envolve deslizar por cabos de aço em confortáveis cabines e enxergar a verdadeira beleza presente aqui na Pérola do Atlântico.



Te convidamos a acessar também:

Facebook: Guia Ilha da Madeira

Instagram: @guiailhadamadeira

Todos os direitos reservados.

2017 © Guia Ilha da Madeira. Está proibida a reprodução, sem limitações, de textos, fotos ou qualquer outro material contido neste site, mesmo que citada a fonte. Caso queira adquirir nossas matérias, entre em contato.